kekharitomene


 

O termo KEKHARITOMENE trata-se de um termo único em toda a Bíblia de linha evangélica, mas  nas bíblias católicas Não é único, pois há existência de tal termo nos Deuterocanônicos, onde traz o conceito de JUSTO.
Alguns religiosos católicos romanos argumentam que tal termo aponta para um conceito “ETERNO”, não duradouro ou “temporal”, mas para sempre, estas afirmações são estranhas tais como:
“significa aquela que foi desde o princípio e permanecera plena da graça de Deus … ela nasceu ja plena da graça de Deus onde a graça foi desde sempre plena nunca houve pecado “
Os católicos romanos que afirmam isto se valem do termo em GREGO ser um particípio passivo perfeito.
Mas a tradução LITERAL sem acréscimo ou interpretações é:
TÚ QUE FOSTE E PERMANECES REPLETA DO FAVOR DIVINO

Mas dissecando o termo KEKHARITOMENE este é oriundo de uma construção de um verbo perfeito particípio passivo nominativo singular feminino.

Formando um adjetivo por um verbo, em português tal tradução ou formação seguindo de PERÍFRASES sendo as regras PARTICULA + TURO ou (verbo + particula TUS por exemplo ) mas acontece que tal construção INEXISTE nas construções Bíblicas mesmo católicas.

Mas para se encaixar a explicação dos católicos romanos em LATIM tal construção adjetivada é chamada de PARTICIPIO FUTURO ATIVO, com o emprego do sufixo TURUS ou TUS.

PARTICÍPIO FUTURO PASSIVO exemplo= opta/ndus, -a, -um = que deve ser desejado
PARTICÍPIO FUTURO ATIVO exemplo= optat/urus, -a, -um = que está para desejar
PARTICÍPIO PERFEITO PASSIVO exemplo= optatus, -a, -um = desejado, desejada
PARTICÍPIO PRESENTE ATIVO exemplo= opta/ns = que deseja
.

Olhemos como está na VULGATA:

Et ingressus ad eam dixit: “ Ave, gratia plena, Dominus tecum

Como podemos ver NÃO existe tal construção linguistica na VULGATA.

Tal termo NÃO remete a um tempo FUTURO, nem mesmo em LATIM, por exemplo seguindo a lógica linguistica é a mesma estrutura de AMATUS (em latim), por ser um particípio perfeito passado, isto só para demonstrar que o que afirmam não tem lógica dentro do campo linguistico, e note a partícula TUS, como mencionei anteriormente e INEXISTE NA VULGATA.

A análise linguistica não aponta para e permanecerá ou algo semelhante, aliás foge do princípio teologico apresentado no EGO EIMI, ou mesmo do Hebraico EHYEH ASHER EHYEH, presente em toda a Bíblia, portanto as afirmações dos irmãos católicos, estão fora inclusive da correta análise linguistica bíblica/teológica.

Estudo/texto postado por POVMAN

2 comentários sobre “kekharitomene

  1. KEKHARITOMENE é Grego e nao latim
    Ja disse isso na comunidade, tenho que repetir aqui pq nao posso permitir mentiras serem propagadas.

    Vc esqueceu que a tradução foi do Grego para o Latim e não o contrario, logo vc nao pode fazer PERIFRASE do latim, Vc teria que fazer do Grego.

    Isso é questao de logica, e nisso consiste a sua FALÁCIA.

    Para de malabarismo Povman

    Deixa de inventar desculpas para o q tu nao tem respostas.

    1. A análise que fiz foi em cima do que argumentam e que CONTRADIZ a própria vulgata, ou seja a vulgata APONTA para o que eu falei, isto do lado da estrutura linguistica, e não a armação bazófica que argumentam INTERPRETATIVAMENTE.

      Portanto AFIRMO NOVAMENTE, o termo Kekharitomene pertence a um momento único e este está inserido na questão Messiânica e não o contrário.
      Note que nem mesmo a vulgata contradiz o que eu afirmo, mas sempre vocês pendem para a interpretação, pois assim é mais cômodo do que ficar analisando linguisticamente um termo e notar que estão enganados quanto a este.

      Paz

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s